Como resposta a esta pandemia, muitos países optaram por medidas extremas. O confinamento geral foi introduzido com a justificação de ser uma forma de diminuir a transmissão e, consequentemente, a mortalidade pela doença (diretamente ou pela rotura dos sistemas de saúde).

Esta medida não consta das orientações para o combate a epidemias, por exemplo, da OMS ou do CDC (EUA).

Os seus efeitos colaterais são significativos, podendo igualmente impactar no aumento da mortalidade (mesmo a curto-médio prazo).

Impõe-se uma análise da correlação que esse tipo de medidas tem com a mortalidade. Optámos pela mortalidade geral por vários motivos:

  1. Incluí todos os possíveis impactos- positivos e negativos;
  2. Há diferenças na deteção e classificação de “morte por Covid” entre países;
  3. Existem critérios muito particulares na atribuição de morte “por Covid”;

Incluímos igualmente a referência às estações do ano pelo impacto que geralmente têm na mortalidade associada a pandemias (apesar do Z-score já o ter incorporado).

Muitas análises têm sido feitas utilizando correlações limitadas no tempo ou casos isolados. Essas análises parcelares dão muitas vezes azo a “cherry picking”, ou seja, à escolha de informação parcial para confirmar uma dada perspetiva.

Mais do que tirar conclusões para cada país, apresentamos a observação de TODOS os países -incluídos no EuroMOMO– em termos de mortalidade, mediante as variáveis (confinamento obrigatório, confinamento recomendado, ausência de recomendações e sazonalidade).

Para que houvesse uma padronização e uma classificação independente das medidas utilizámos o Coronavirus Government Response Tracker da Universidade de Oxford (visualizações Our Word in Data).

Nota de cautela:  Estamos a observar a correlação entre variáveis, confinamento e mortalidade (geral). No entanto, correlação não é forçosamente causalidade. Existem outros fatores que poderão interferir na mortalidade geral.

Oxford Coronavirus Government Response Tracker (Nível de Restrições: mín 0 – máx 10)
Our World in Data
EuroMOMO
International Monetary Fund | Expresso
Oxford Coronavirus Government Response Tracker (Nível de Restrições: mín 0 – máx 10)
Our World in Data
EuroMOMO
International Monetary Fund | Expresso
Oxford Coronavirus Government Response Tracker (Nível de Restrições: mín 0 – máx 10)
Our World in Data
EuroMOMO
International Monetary Fund | Expresso
Oxford Coronavirus Government Response Tracker (Nível de Restrições: mín 0 – máx 10)
Our World in Data
EuroMOMO
International Monetary Fund | Expresso
Oxford Coronavirus Government Response Tracker (Nível de Restrições: mín 0 – máx 10)
Our World in Data
EuroMOMO
International Monetary Fund | Expresso
Oxford Coronavirus Government Response Tracker (Nível de Restrições: mín 0 – máx 10)
Our World in Data
EuroMOMO
International Monetary Fund | Expresso

O gráfico de Portugal foi retificado devido a uma incorreção detetada nos dados retirados do Our World In Data.

in https://theblindspot.pt/2021/01/29/correlacao-confinamentos-e-mortalidade/?fbclid=IwAR19qkVc0WOkSQOvZjAyoJrZZJsiSlWW0Z61sn3jfqu_KMjuZQDcYVubeaI